.

.

domingo, 18 de junio de 2017

Samakuva Autografa e Distribui Manifesto Eleitoral

Candidato Samakuva autografa e distribui Manifesto Eleitoral da UNITA aos estudantes
Distribuição.jpg
No âmbito do diálogo com diferentes sectores da sociedade que é apanágio da UNITA e no prosseguimento da sua visita de trabalho ao Lubango, na sua condição de candidato a presidente da República, o líder da UNITA reuniu-se esta sexta-feira, 16 de Junho de 2017, com a reitoria da Universidade Mandume Ya Ndemufayo.

Huila Confirma Apoio à UNITA

População da Huila confirma seu apoio à UNITA
Praça 3.jpg
As populações da Huila ouviram este domingo, 16 de Junho de 2017, as ideias da UNITA para governar Angola, apresentadas pelo Candidato do Partido às eleições gerais de 23 de Agosto do ano em curso, Dr. Isaías Samakuva, durante o comício que teve lugar na praça João Paulo II, na cidade do Lubango.

Com recurso à figura de estilo do gerente que levou a loja à falência, o Presidente Samakuva explicou o contexto em que se realizam as eleições de 23 de Agosto, em que o MPLA apresenta um balanço negativo da sua governação nos últimos anos.

Comunidade Academica da Huila

Fonte :KUP
Comunidade académica da Huila toma contacto com Manifesto Eleitoral da UNITA
Dr. Samakuva e V.Reitor da UMN, Dr. Sebastião António.jpg
No âmbito do diálogo com diferentes sectores da sociedade que é apanágio da UNITA e no prosseguimento da sua visita de trabalho ao Lubango, na sua condição de candidato a presidente da República, o líder da UNITA reuniu-se esta sexta-feira, 16 de Junho de 2017, com a reitoria da Universidade Mandume Ya Ndemufayo.

A delegação da UNITA foi recebida pelo Vice-reitor Sebastião António, que fez as honras da casa, acompanhado dos seus companheiros.

Tratou-se de uma visita de cortesia àquela instituição acadêmica criada em 2009, durante a qual Isaías Samakuva não só se inteirou do seu funcionamento, como partilhou a sua visão sobre a educação e o ensino de uma maneira geral e a formação superior em particular.

Isaías Samakuva defendeu a necessidade da atribuição às Universidades, de fatias do orçamento geral do Estado que sejam suficientes para que as mesmas cumpram, cabalmente a sua missão de produção do conhecimento cientifico, através da investigação cientifica, que é nos dias de hoje, em Angola, o maior problema com que as instituições acadêmicas se debatem.

O Presidente da UNITA partilhou com os membros da Reitoria da UMN o seu desejo de ver as instituições acadêmicas superiores envolvidas, não apenas na formação de quadros, mas também na produção de conhecimento cientifico virado para a resolução dos problemas das comunidades sociais.

Os níveis de atenção prestada por instituições estatais às Universidades, a absorção dos quadros formados pelas empresas e pelo Estado enquanto maior empregador, assim como a necessidade de intercâmbio com entidades privadas, o investimento privado em projectos técnico-científicos das universidades, a política e os critérios de atribuição de bolsas de estudo aos estudantes que mais se destaquem, foram algumas das várias questões deixadas pelo líder da UNITA à reflexão dos acadêmicos.

Os membros da reitoria da Universidade Mandume Ya Ndemufayo exprimiram que no âmbito das dificuldades conjunturais que o país atravessa, a UMN apenas proporciona aos seus estudantes condições técnicas e materiais para a investigação básica e destacaram algumas experiências em curso na região.

De salientar que a UMN existe desde 2009, é constituídas por quatro unidades orgânicas e leciona 26 cursos de diversos ramos do saber. A transmissão do conhecimento e as actividades ligadas à investigação cientifica são asseguradas por um corpo docente composto por um total de 394 professores entre nacionais (286) e estrangeiros (108). Começou com 871 estudantes em 2009 e em 2017 conta com 9.924 estudantes matriculados.
www.unitaangola.org

Visita ao Mercado do Mutundu

Fonte :KUP
Mercado de Mutundu parou para receber Samakuva
Mutundu 6.jpg
O Presidente da UNITA e candidato a Presidente da República foi recebido por um banho de multidão no mercado de Mutundu nos arredores da cidade do Lubango. Eram 12 horas quando a comitiva do candidato da mudança se fez ao local e foi recebido apoteótica e entusiasticamente pelas populações que acorriam ao espaço quer na sua condição de feirantes quer de compradores.

Todos queriam tocar, ver e cumprimentar o candidato do povo, os feirantes abandonaram as suas bancadas e juntaram-se à festa em que se constituiu a visita. De repetente estava criada a audiência e o Presidente Samakuva teve de subir a uma tribuna improvisada na circunstância para dirigir algumas palavras de esperança aos homens e mulheres, maioritariamente jovens que se mostravam ávidos de ouvir a mensagem da mudança.

O emprego para a juventude, a formação técnico-profissional e os incentivos materiais e financeiros despartidarizados aos empreendedores foram as temáticas abordadas pelo Presidente Samakuva.

Em poucos minutos e em termos simples, o Presidente Samakuva explicou as linhas centrais do Manifesto Eleitoral e a maneira como o governo a ser formado pela UNITA depois das eleições para servir os angolanos vai resolver os problemas de desemprego, da habitação, da saúde, da educação, de segurança social.

A mensagem teve impacto esperado, pois a maioria das pessoas que a receberam ou eram jovens com o ensino médio feito ou eram progenitores cujos filhos vivem nessa condição difícil e generalizada em Angola de desempregados, ganhando a vida comprando e vendendo produtos diversos, sem possibilidades de prosseguir os seus estudos. Outros ainda podiam ser jovens que nunca tiveram acesso à escola pela condição de pobreza de suas famílias. A todos, o líder da UNITA e candidato a Presidente da República acalentou a esperança em dias melhores com o governo formado pela UNITA vocacionado a resolver os reais problemas dos angolanos.
www.unitaangola.org

viernes, 16 de junio de 2017

Presidente Trabalha no Lubango

Fonte :KUP
Presidente Samakuva trabalha no Lubango
PR Huila 17 8.jpg
O Presidente da UNITA desde ontem na cidade do Lubango, cumpre esta sexta-feira o seu primeiro dia de trabalho na capital da Huila.

De acordo com a programação, a agenda do líder da UNITA e candidato a Presidente da República para o dia de hoje inscreve visitas de cortesia ao governo provincial da Huila e à Reitoria da Universidade Mandume Ya Ndemofayo. A visita de campo ao Mercado do Mutundo é o passo seguinte.

Logo à tarde, o candidato do povo para mudança verdadeira em Angola vai proferir uma palestra aos estudantes universitários.

No dia seguinte, sábado, está previsto o acto de massas na praça João Paulo II e encontro com os quadros e ex-militares.

MPLA Perdeu Credibilidade

Fonte :KUP
MPLA perdeu credibilidade e simpatia do povo, constata Isaías Samakuva
PR Huila 17.jpg
O Presidente da UNITA está desde ontem à noite na cidade do Lubango, no âmbito do programa de actividades relativas à comemoração do Dia Nacional da Liga da Mulher Angolana – LIMA, que se assinala a 18 de Junho e a divulgação do Manifesto do Partido para as eleições de 23 de Agosto do ano em curso.

Os militantes e amigos da UNITA receberam em com muito entusiasmo e satisfação a caravana do Presidente Isaías Samakuva, desde o município de Kilengues.

Após sua chegada a sede provincial da UNITA no Lubango, Isaías Samakuva cumprimentou os quadros e dirigentes, tendo solicitado o seu empenho e envolvimento na divulgação do Manifesto Eleitoral do Partido, aos cidadãos eleitores.

“São propostas concretas, correctas e consentâneas à realidade do nosso país e do nosso povo que ao serem implementadas farão diferença naa vida dos angolanos”, defendeu o Presidente Isaías Samakuva.

O líder da mudança chamou atenção dos quadros para a necessidade de vigilância que é necessário sobre o processo eleitoral, justificada pelo desespero do regime, animado pela vontade de criar dificuldades à mudança almejada pela maioria dos angolanos.

“Os nossos irmãos do MPLA sabem que perderam credibilidade e simpatia do povo pela sua governação desastrosa de 42 anos que estão no poder. Por isso, estão empenhados em encontrar fórmulas pouco aconselháveis para se perpectuarem no poder”, sentenciou.

De acordo com o candidato da UNITA a presidência da República, o actual processo eleitoral reveste-se de características especiais e impõe uma maior responsabilidade à UNITA, aos seus quadros, militantes e amigos, não apenas na mobilizaçãao e divulgação das propostas contidas no Manifesto Eleitoral do Partido, como também no controlo do próprio processo.

“Com a experiência dos três últimos pleitos, nós descobrimos o buraco por onde costuma passar o gatuno e temos de tapá-lo”, disse Isaías Samakuva referindo-se às manobras engendradas pela CNE, insistindo na contratação das empresas INDRA e SINFIC com um histórico de pouca transparência e lisura nos seus actos.

De salientar que de passagem pelo Sumbe e Benguela, o Presidente da UNITA escalou as sedes do Partido para cumprimentos aos quadros e dirigentes, bem como aproveitou a oportunidade para deixar orientações precisas sobre as acções a serem desenvolvidas no período de dois meses até às eleições de 23 de Agosto.

O recrutamento e formação de delegados de lista e atenção necessária a prestar ao mapeamento das assembleias de voto e a denúncia oportuna das irregularidades que se verificarem, foram algumas das recomendações deixadas aos quadros das estruturas do partido no Kuanza Sul e Benguela.

Presidente da UNITA na Huila

Fonte :KUP
Presidente Samakuva desloca-se à Huila
PR-Distico-Frontal-1 UNITA.jpg
O Presidente da UNITA e seu Candidato a Presidente da República desloca-se à província da Huila, com o objectivo de apresentar o Manifesto Eleitoral do seu Partido ao eleitorado daquela que é a segunda praça eleitoral do País, em acto de massas a ter lugar dia 17 de Junho de 2017, na cidade do Lubango.

O Presidente Isaías Samakuva vai apresentar ao eleitorado da Huila, as linhas gerais de governação da UNITA, a implementar depois da vitória do Partido nas eleições de 23 de Agosto, e homenagear as mulheres angolanas enquadradas nas fileiras da Liga da Mulher Angolana – LIMA, por ocasião do seu 45º aniversário que se assinala a 18 de Junho de 2017.

A agenda do Candidato inclui deslocação a alguns municípios da região huilana para contacto directo com os eleitores.
www.unitaangola.org

Programa de Governo da UNITA

Fonte :KUP
Programa de governo da UNITA apresentado no Kuando Kubango
Sapiñala UNITA-Kuando Kubango.jpg
O programa de governo da UNITA para as eleições gerais de 23 de Agosto de 2017, denominado “Angola 2030”, foi apresentado na terça-feira na cidade de Menongue, aos seus militantes, amigos e simpatizantes, numa cerimónia presidida pelo secretário provincial do Kuando Kubango deste partido, Adriano Sapiñala.

Adriano Sapiñala declarou que o futuro a que o seu partido se propõe a construir assenta numa política sustentada no crescimento e consolidação, de progresso e coesão para enaltecer Angola como uma referência de governança e gestão pública voltada para os resultados.

Acrescentou que vai igualmente dedicar maior atenção no atendimento ao cidadão, no desenvolvimento sustentável, nos indicadores sócio-ambientais, na efectividade e eficácia dos serviços públicos e na competitividade global.

Sublinhou que o seu partido, compromete-se, em caso de vitória nas eleições, a formar um governo com pessoas honestas e humildes, munidas do espírito de missão, mais comprometidas com o serviço público, pragmáticas e determinadas na defesa do bom nome de Angola e dos interesses mais legítimos dos angolanos.

Afirmou que o seu governo, irá primar pela exigência de políticas orientadoras para o desenvolvimento humano, para o crescimento económico com base na agricultura e na indústria, para o emprego, rigor orçamental, educação, modernização e para o aproveitamento pleno dos recursos naturais.


Fez saber, que a missão do seu partido é de disponibilizar novos caminhos que alinhem inovação e tecnologia nos processos de diálogo inclusivo e participativo para dar agilidade às políticas públicas orientadoras, através de investimentos massivos na educação de qualidade, na nutrição das crianças, na saúde e na segurança social, e da prática da democracia participativa.
Quanto aos objectivos, disse que o “Programa Angola 2030”, congrega três objectivos principais, sendo que o primeiro prende-se com o resgate da cidadania, através da supressão de desigualdades, da garantia efectiva dos direitos e liberdades fundamentais, da gestão inclusiva e participativa da coisa pública e da implementação de medidas que garantam o controlo da actividade governativa pelo cidadão.

De acordo com aquele dirigente político, o segundo objectivo é de promover a construção do futuro através de um diálogo criativo, numa óptica e constelação plural, advinda da natureza multicultural dos grupos sociais que constituem Angola e de políticas públicas que promovam o crescimento económico, o progresso social, a preservação do meio ambiente, a protecção e uso sustentável dos recursos naturais como criador de emprego.

Outro objectivo, prende-se em garantir que todos os angolanos possam declarar Angola, como uma referência e desenvolver indicadores adequados para medir o alcance dos objectivos, definidos a partir das expectativas e os desejos colectivos.

UNITA no Huambo Apresenta Programa Eleitoral

Fonte :KUP
UNITA no Huambo apresenta o seu programa eleitoral
liberety-chiyaka UNITA-Huambo.jpg
O Secretário-provincial da UNITA, na Província do Huambo, Liberty Chiaka, apresentou no último sábado, 10 de Junho 2017, o programa eleitoral do seu partido. Liberty Chiaka apresentou os principais objectivos na “Agenda Eleitoral” da sua formação política: o resgate da cidadania, a construção do futuro, e a afirmação de Angola.

“Está aqui o nosso compromisso com Angola, o nosso compromisso com a prosperidade do povo angolano. O nosso manifesto eleitoral está estruturado da seguinte forma: a primeira parte é um convite, que o Presidente do Partido, Dr. Samukuva, Líder da Mudança, endereça aos angolanos. Tem um preâmbulo, vem espírito da Agenda, estabelece a visão que a UNITA tem para Angola. A nossa missão, os nossos objectivos. Fixa quatro eixos estratégicos. Os nossos objectivos são: o resgate da cidadania, a construção do futuro. É por isso que essa agenda é para década, e a afirmação de Angola”.

O responsável da UNITA informou o programa de emergência do seu partido, que dentre outros pontos expõe a valorização da família angolana.

“Temos quatro eixos estratégicos. O primeiro eixo: sete medidas de emergência nacional. A Primeira medida: Governo Inclusivo; Nova Cultura de Governação; a segunda medida: Programa Integrado de Emergência Nacional; a terceira medida: Combate a fome e a pobreza; a quarta medida: Igualdade de oportunidades; a quinta: Reestruturação da Economia; sexta medida: Pluralismo na Comunicação Social; a sétima medida: Valorização da família angolana”.

Liberty Chiyaka indicou os pontos que constam no eixo sobre a reforma do Estado, que destaca a consolidação da Reconciliação Nacional, de entre outros pontos abrangem o sector público-administrativo, a regulação da Economia, a reestruturação do Sector Empresarial Público, o Poder Judicial e Reposicionamento Estratégico de Angola no Mundo.

“O segundo eixo é reforma do Estado. Na reforma do Estado, primeiro temos uma Revisão da Constituição; temos a seguir, programa de consolidação da Reconciliação Nacional. Porque a Reconciliação Nacional não está feita. Os angolanos ainda continuam divididos. Temos um programa de reorientação do sector público-administrativo; Programa de Redefinição do Papel das Entidades de Regulação Económica; Programa de Reestruturação do Sector Empresarial Público, Programa de reorganização do Poder Judicial, e a seguir vem o Programa de Reposicionamento Estratégico de Angola no Mundo”.

A “Agenda Eleitoral” da UNITA espelha ainda a Responsabilidade Social do Estado, com vários pontos de implementação.

“O terceiro eixo: Responsabilidade social do Estado. Primeiro tem o programa: Programa Nosso Governo, Nossa Transparência; Programa Nossa Identidade, Nossa Vida; Programa Nossa, Nossa Pátria; Programa Nossa Família, Nossa Saúde; Programa Nossa Terra, Nossa Integração; Programa Nossos Veteranos, Nossa Responsabilidade; Programa Nossa Segurança Nossa Soberania; Programa Nossas Oportunidades, Nosso Desenvolvimento”.

O responsável falou também do quarto eixo estratégico do Manifesto Eleitoral do seu Partido.

“O quarto eixo estratégico: Alicerces do Desenvolvimento Económico. Tem quatro programas; Programa de Diversificação com Especialização. O governo do MPLA fala de Diversificação da Economia, nós estamos a falar de Programa Diversificação com Especialização. Isso faz uma grande diferença; Programa Progredir; Programa de Construção de Infra-estruturas; Programa Nosso Ambiente, Nosso Turismo, e por fim, a nossa Agenda para Angola. Isso é a síntese do nosso Manifesto Eleitoral”.

O Secretário-provincial da UNITA indicou que o governo do seu Partido garante uma nova cultura de governação, e que a “Agenda Eleitoral” da sua formação política contém uma mensagem para todos os angolanos.

“Nova cultura de governação. Uma mensagem para todos os angolanos. Os funcionários públicos, os empresários, a juventude, as mulheres. Todos! O governo da UNITA vai ser Inclusivo e Participativo. Vamos trabalhar com todos. O tempo de falarmos do passado passou, agora é hora de construir o futuro. Mas, o futuro precisa de uma nova liderança, um novo Presidente da República. Não deixemos nos enganar o porco em javali. A mudança precisa: uma nova Liderança, um novo Presidente da República, uma nova Força Política, uma nova política de governação, uma nova maioria parlamentar (…) também podemos chamar governo do cidadão”.

Partilhar isto: